OMS faz apelo de US$ 1 bilhão para ajudar 21 milhões de pessoas em 2015
BR

24 fevereiro 2015

Escala de necessidades humanitárias teria levado o sistema de assistência da ONU ao limite; recursos seriam para ajudar quatro países: Iraque, República Centro-Africana, Síria e Sudão do Sul.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.*

Um bilhão de dólares. Este é o valor que a Organização Mundial da Saúde, OMS, afirmou nesta terça-feira precisar para ajudar 21 milhões de pessoas em quatro países onde há conflitos: Iraque, República Centro-Africana, Síria e Sudão do Sul.

No lançamento do apelo, especialistas da agência nas quatro nações disseram que cada uma está em crise e precisa do mais alto nível de assistência que a ONU puder oferecer.

Isil

Segundo o chefe da missão da OMS no Iraque, Jaffar Hussain, ações do grupo Estado Islâmico do Iraque e do Levante, Isil, apenas reforçaram problemas crônicos existentes na assistência à saúde há duas décadas.

Ele afirmou ainda que sem o “apoio ou assistência humanitária ativa é possível que muitas vidas sejam perdidas, particularmente a população mais vulnerável, crianças, mulheres e idosos”.

Deslocados

O representante da agência na República Centro-Africana, Michel Yao, afirmou que há um sério risco de propagação de doenças contagiosas por causa dos 400 mil deslocados no local com acesso extremamente baixo à vacinação.

Na Síria, a chefe da OMS no país, Elizabeth Hoff, mencionou o aumento de infeções de doenças  transmitidas pela água, como a hepatite A. Já no Sudão do Sul, o representante da agência, Tarande Manzila, declarou que para evitar a propagação de doença, os recursos são necessários antes da época das chuvas em maio.

*Com reportagem de Daniel Johnson, da Rádio ONU em Genebra.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud