Inverno rigoroso agrava situação de sírios deslocados pela região
BR

24 fevereiro 2015

Muitas famílias que fugiram da violência estão vivendo em acampamentos improvisados e prédios inacabados sem eletricidade ou calefação nos países vizinhos Iraque, Jordânia, Líbano e na própria Síria.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

Um inverno rigoroso na Síria está agravando a situação dos deslocados pela violência no país.

De acordo com o Fundo de População das Nações Unidas, Unfpa, as severas condições de temperatura estão dificultando ainda a atuação de trabalhadores de saúde.

Plástico

Mesmo assim, uma das clínicas móveis, apoiadas pela agência da ONU, conseguiu entregar material de tratamento pré-natal e outros serviços de saúde reprodutiva a algumas mulheres deslocadas pelos combates.

Uma das médicas da clínica móvel contou que para conseguir aquecimento, muitos deslocados sírios estão queimando plástico, madeira e até mesmo roupas para escapar do frio.

A clínica móvel também distribui kits de higiene com sabonetes e roupa de inverno.

Somente no Iraque, houve 10 dias de tempestades de inverno colocando em risco o atendimento a mais de 1,2 mil sírias que vivem em acampamentos. Já na Jordânia, os trabalhadores de saúde continuam atendendo  refugiados do campo de Zaatari, apesar das condições perigosas de temperatura.

No Líbano, uma tempestade de neve em meados deste mês, paralisou os serviços de saúde quase suspendendo os transportes de emergência. Num caso extremo, um bebê morreu após não resistir ao frio do acampamento.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud