OMS anuncia primeiro teste rápido de ebola que fica pronto em 15 minutos
BR

20 fevereiro 2015

Porta-voz da agência informou que organização já avaliou e listou o primeiro kit de testagem rápida como sendo elegível para licitação nos países afetados pelo surto; ainda não se sabe quanto o produto custará.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

A Organização Mundial da Saúde, OMS, informou que o primeiro teste rápido de ebola foi avaliado e listado como sendo elegível para licitação. O teste deve ser levado aos países afetados pelo surto que já matou mais de 9,3 mil pessoas.

O porta voz da OMS, Tarik Jasarevic, contou que o kit de testagem foi examinado com base em requisitos exigindo um mínimo de qualidade e segurança, e eficiência de produtos para diagnosticar o ebola numa situação de emergência.

Recursos

Este foi o primeiro teste rápido para detectar a doença, e segundo a OMS o resultado fica pronto em 15 minutos. Além disso, não é preciso energia elétrica e o exame pode ser aplicado em postos de saúde com poucos recursos ou em unidades móveis em áreas remotas.

A orientação, no entanto, é que sempre que possível o teste seja confirmado por exames de sangue também.

O porta-voz da OMS informou que o teste identificou corretamente 92% dos pacientes infectados com o vírus. Por isso, os cientistas acreditam que as vantagens do kit superam os riscos. Foi ainda o primeiro teste que produziu resultados em apenas alguns minutos.

Preço

Ao ser perguntado por correspondentes em Genebra, o porta-voz da OMS informou que ainda não se sabe quanto custará o kit, o que está sendo decidido pelas companhias farmacêuticas.  A empresa também terá que atender a uma lista de procedimentos da Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos, FDA, o que segundo Jasarevic deve ocorrer em até duas semanas. Depois deste prazo, o teste poderá já ser comprado.

A OMS disse que é importante assegurar agora que haverá kits suficientes para venda no mercado. Algumas agências e organizações como a ONG Médicos Sem Fronteiras já demonstraram interesse em receber o kit de testagem do  ebola.

Leia mais:

Ban diz que ONU trabalha com meta de "zero infecções" de ebola até abril

Ronaldo, Zidane e outras estrelas do futebol unidos contra o ebola

Assembleia Geral fará encontro sobre situação do ebola na África

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud