Unicef alerta para catastrófica falta de comida no Sudão do Sul

5 fevereiro 2015

Agência da ONU afirmou que o conflito no país está a reduzir os envios de alimentos e o acesso a ajuda humanitária; autoridades pediram que as partes em confronto respeitem o acordo de cessar-fogo.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef alertou que a continuação do conflito no Sudão do Sul pode causar “uma catastrófica falta de comida no país”.

A agência da ONU disse ainda que os confrontos podem reduzir também o acesso das pessoas à ajuda humanitária na região.

Cessar-Fogo

As autoridades pediram aos grupos envolvidos no conflito que respeitem rapidamente o acordo de cessar-fogo firmado na segunda-feira.

O Unicef fez o alerta tendo como base o relatório sobre segurança alimentar, divulgado esta semana, e que foi preparado por uma equipa de especialistas no assunto.

O representante da agência no Sudão do Sul, Jonathan Veitch, disse que o acesso do Unicef a áreas remotas tornou-se impossível por causa da violência. Ele afirmou que os dois lados envolvidos no conflito precisam alcançar um acordo de longo prazo ou vão enfrentar uma crise crescente de alimentos.

Segundo Veitch, pelo menos 229 mil crianças sofrem de desnutrição aguda grave no Sudão do Sul, este número dobrou desde o início do conflito há um ano.

*Apresentação: Denise Costa.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud