Mais de 1,3 mil mortos em atos de terrorismo no Iraque em janeiro
BR

2 fevereiro 2015

Dados são da Missão da ONU no país; de acordo com números divulgados no domingo, cerca de 2,2 mil ficaram feridos.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

De acordo com dados divulgados no domingo pela Missão de Assistência da ONU para o Iraque, Unami, 1.375 iraquianos foram mortos em atos de terrorismo e violência no país em janeiro.

Segundo a missão das Nações Unidas, 2.240 pessoas ficaram feridas.

Civis

O número de civis mortos foi de 790, incluindo 59 policiais civis. Cerca de 1.469 foram feridos, incluindo 69 policiais civis.

Badgá foi a província mais afetada com 1.014 vítimas civis, entre 256 mortos e 758 feridos.

Do exército iraquiano, 585 integrantes foram mortos e 771 feridos.

A Missão tem tido dificuldade em verificar de forma eficaz os dados de vítimas em áreas de conflito. Por esta razão, a Unami afirma que os números divulgados devem ser considerados como uma base mínima do total de registros.

Leia mais:

Angelina Jolie: “mundo fracassou na ajuda aos deslocados no Iraque”

OIM alerta que Iraque tem mais de 2,1 milhões de deslocados internos