Agência da ONU trabalha para a libertação segura de equipa no Sudão

29 janeiro 2015

Helicóptero que seguia do Sudão do Sul para a capital sudanesa, Cartum, fez pouso inesperado; segundo agências de notícias, seis membros da tripulação estariam sendo detidos por rebeldes.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Programa Mundial de Alimentação, PMA, está a trabalhar pela libertação segura de membros de uma equipa que foram detidos no Sudão.

Falando de Juba, o responsável pela comunicação da agência, George Fominyen, disse que o “Serviço Aéreo Humanitário das Nações Unidas, gerido pelo PMA, perdeu contato com um helicóptero na segunda-feira durante voo entre o Sudão do Sul e Cartum, no Sudão”. O equipamento estava a caminho de manutenção regular.

Tripulação

Ele disse que a agência recebeu indicações de que a tripulação está bem, mas tenta estabelecer contato direto com os membros.

Segundo agências de notícias, seis elementos da tripulação foram detidos por rebeldes sudaneses após seu helicóptero ter aterrado de emergência na província de Kordofan Sul.

Estas afirmam ainda que os insurgentes fariam parte do Movimento de Libertação do Povo do Sudão Norte, que combate o governo de Cartum desde 2011.

Libertação

George Fominyen afirmou que a agência está a trabalhar na “direção da libertação rápida e segura” dos membros da equipa.

Ele não confirmou as circunstâncias do incidente nem quem teria detido a equipa.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud