ONU e parceiros internacionais saudaram novo governo haitiano
BR

25 janeiro 2015

Primeiro-ministro Evans Paul assume uma semana depois de o Parlamento haitiano ter fracassado na organização de eleições no país; representante do secretário-geral quer que o governo crie as condições políticas e de segurança necessárias para realizar o pleito.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

A ONU e os parceiros internacionais saudaram a formação do novo governo do Haiti com a escolha do primeiro-ministro Evans Paul e a criação do Conselho Eleitoral Provisório, CEP. Ele assume o cargo uma semana depois de o Parlamento haitiano ter fracassado na organização de eleições no país

Em comunicado, a representante especial do secretário-geral no Haiti, Sandra Honoré, e os integrantes do chamado "grupo central", encorajaram o novo governo a criar as condições políticas e de segurança necessárias para garantir a realização de um pleito inclusivo e justo.

Imparcial e Transparente

O grupo central é composto pelos embaixadores do Brasil, do Canadá, da França, dos Estados Unidos e da Espanha, e ainda pelos representantes da União Europeia e da Organização dos Estados Americanos, OEA.

Para eles, a CEP pode cumprir com suas obrigações de forma independente com o objetivo de assegurar um processo eleitoral imparcial e transparente.

Além disso, a nota cita que eles continuam apoiando os esforços para reforçar a estabilidade, consolidar a democracia e restaurar o funcionamento das instituições do país.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud