Síria será principal beneficiada com pacote financeiro de urgência da ONU
BR

26 janeiro 2015

Fundo Central de Resposta de Emergência, Cerf, está alocando US$ 100 milhões para ajudar países em crises humanitárias; trabalhos de assistência na Síria e países vizinhos vão receber a maior fatia do financiamento, US$ 77,5 millhões.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O Fundo Central  de Resposta de Emergência da ONU, Cerf, está alocando US$ 100 milhões para ajudar trabalhos humanitários na Síria e em outros 11 países que estão com altas demandas no setor e pouco dinheiro.

Segundo a chefe humanitária das Nações Unidas, apesar da falta de verbas, os trabalhadores humanitários continuam comprometidos em ajudar os civis. Valerie Amos explicou que a verba busca garantir a continuação das atividades nesses países.

Refugiados

Em quatro anos, o total de pessoas que dependem de assistência na Síria passou de 1 milhão para mais de 12 milhões. Por isso, o país irá receber a maior parte do financiamento, US$ 30 milhões. Outros US$ 47,5 milhões serão distribuídos para países da região que abrigam refugiados sírios, como Egito, Iraque, Jordânia, Líbano e Turquia.

Outra parte, US$ 14 milhões, serão para apoio a operações de emergência em países da região africana dos Grandes Lagos: República Democrática do Congo, Burundi e Ruanda. O dinheiro será utilizado no fornecimento de assistência urgente a pessoas desalojadas pela onda de violência.

As operações humanitárias na Colômbia, na Coreia do Norte e no Djibuti também estão com déficit financeiro, dificultando a entrega de comida e de serviços de saúde. O Cerf disponibiliza entre US$ 2 milhões e US$ 3 milhões para esses países.

Leia também:   

ONU faz apelo por doações urgentes durante inverno na Síria

Enviado da ONU para Síria afirma que país voltou "40 anos no tempo"

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud