Após incidente nas Colinas de Golã, Ban pede respeito à integridade territorial
BR

22 janeiro 2015

Segundo agências de notícias, ataque aéreo de Israel teria matado integrantes do grupo Hezbollah; porta-voz da ONU volta a comentar o episódio e cita preocupações com consequências do incidente; Nações Unidas também condenam ataque contra ônibus em Tel Aviv.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

As Nações Unidas voltaram a se pronunciar sobre um incidente ocorrido domingo na região das Colinas de Golã, na fronteira entre Síria e Israel. O secretário-geral está preocupado com a violação do acordo de cessar-fogo entre os dois países, em vigor desde 1974.

O anúncio foi feito pelo porta-voz de Ban Ki-moon esta quinta-feira. Segundo Stephane Dujarric, o chefe da ONU pede aos lados contenção, calma e para que não realizem nenhuma ação que possa desestabilizar a área.

Soberania

Segundo agências de notícias, Israel realizou um ataque aéreo no domingo, que matou vários integrantes do grupo Hezbollah. No início da semana, as Nações Unidas já tinham declarado que suas forças de paz nas Colinas de Golã observaram drones sobrevoando a região no dia do ataque.

O porta-voz afirma que o secretário-geral fez um apelo em prol da soberania e da integridade territorial de todos os países da região. Ban Ki-moon também condenou um ataque contra um ônibus em Tel Aviv, numa ação ocorrida na quarta-feira por um homem palestino, que deixou várias pessoas feridas.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud