Unicef apoia projeto de prevenção ao ébola na Guiné-Bissau

16 janeiro 2015

Campanha é parceira com a União Europeia, o governo do país; em entrevista à Rádio ONU, representante adjunto da agência na nação africana afirmou que projeto vai incluir parceria inovadora com associação de transportadores públicos.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Fundo das Nações para a Infância, Unicef, assinou um projeto para prevenção e reforço à preparação da Guiné-Bissau a resposta ao ébola.

Em entrevista à Rádio ONU, de Bissau, o representante adjunto da agência no país, Antero de Pina, deu mais detalhes sobre a iniciativa.

Transporte Público

“(...)Esse projeto, portanto, é uma parceria com a União Europeia e o governo da Guiné-Bissau, através do Ministério da Saúde e do Ministério da Comunicação, nomeadamente algumas ONGs que estão a trabalhar conosco ao nível de terreno. Como inovação, vai ter também uma parceria específica com a associação dos transportadores públicos da Guiné-Bissau, que coordena todo o trabalho dos taxistas, motorbikes que trabalham aqui na Guiné-Bissau.”

Entre outras ações do projeto, o representante destacou a questão da higiene, materiais para a lavagens das mãos e atenção a zonas fronteiriças com a Guiné Conacri, um dos países afetados pelo ébola. Não há casos registados da doença na Guiné-Bissau.

Antero de Pina falou ainda dos objetivos da campanha.

“Manter este nível alto de compreensão dos riscos de ébola na nossa região e contribuir para que haja um aumento da capacidade de resposta do governo em relação à epidemia, reforçando também todos os outros aspectos que tem a ver com potenciais epidemias, como por exemplo a cólera que é uma epidemia que normalmente assola a Guiné-Bissau antes das chuvas. É uma forma compreensiva e holística de abordar não só a questão do ébola, mas também outras potenciais epidemias que podem afetar a Guiné-Bissau. Esta é a abordagem que nós estamos a utilizar. Concretamente, esta abordagem vai responder às várias preocupações que estão incluídas no planos de contingência do governo da Guiné-Bissau.”

O representante afirmou que, entre outras atividades, o Fundo irá coordenadar a parte de mobilização social da campanha.

Segundo Antero de Pina, o valor global desta parceria é de US$ 1 milhão. O Unicef vai participar com cerca de 25% deste total.