Por “falta de cooperação de Israel”, relatora da ONU cancela visita à região
BR

16 janeiro 2015

Segundo Rashida Manjoo, especialista em violência contra mulheres, o governo israelense não forneceu o visto necessário para sua viagem aos territórios palestinos; relatora afirma que buscou apoio nas últimas seis semanas.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

A relatora especial das Nações Unidas sobre violência contra mulheres cancelou, esta sexta-feira, uma visita que faria aos territórios ocupados palestinos.

Rashida Manjoo alegou “falta de cooperação do governo de Israel”, que não forneceu o visto necessário para a relatora fazer a viagem, que estava agendada para sábado.

Oportunidade

Num comunicado, Manjoo declarou que tentou contato com as autoridades israelenses nas últimas seis semanas, pedindo para que facilitassem seu acesso aos territórios palestinos.

A relatora lamenta que lhe tenha sido “negada a oportunidade de falar diretamente com mulheres sobreviventes da violência”. Manjoo também avalia que o exercício de seu mandato foi “dificultado pela falta de vontade de Israel em facilitar seu acesso aos territórios ocupados.

Segundo a relatora, sua intenção era apoiar a Autoridade Palestina nos esforços em proteger e promover os direitos das mulheres. Ela teria encontros com autoridades locais, representantes da sociedade civil e com sobreviventes, incluindo visitas a campos de refugiados e abrigos para mulheres vítimas da violência.