Líbia: negociações de paz são retomadas na busca por solução política

15 janeiro 2015

Encontro acontece desde quarta-feira no Escritório das Nações Unidas em Genebra; segundo a Unsmil, as discussões no primeiro dia foram “construtivas” e conduzidas em “atmosfera positiva”.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A nova ronda de negociações com objetivo de aliviar a crise política e de segurança na Líbia continua em seu segundo dia nesta quinta-feira. As conversas são mediadas pela ONU.

Representantes nacionais e da Missão das Nações Unidas de Apoio à Líbia retomaram as reuniões em Genebra. Em comunicado à imprensa, a Unsmil afirmou que “as discussões durante a primeira sessão de quarta-feira foram construtivas e conduzidas em atmosfera positiva”.

Determinação

A nota menciona ainda que houve um “claro senso de determinação entre os participantes” para garantir que o encontro seja “bem sucedido”.

O acordo para realizar a ronda acontece após amplas e intensas consultas do chefe da Unsmil, Bernardino León, com os envolvidos nas últimas semanas. A primeira estagnou-se em outubro do ano passado. Ele propôs aos lados que interrompessem as operações militares por alguns dias para criar condições para as negociações.

Segundo a Unsmil, este novo diálogo é uma "oportunidade importante para que os líbios restaurem a estabilidade e impeçam que o país siga em direção a um conflito mais profundo e a um colapso económico".

A Missão da ONU destacou que o processo de diálogo político é liderado pela Líbia e que seu papel é ajudar a encontrar um consenso.

Violência

A retomada das negociações sucede uma recente explosão de violência no país, em conflito deste o início de sua guerra civil em 2011, que resultou no derrube do antigo líder, Muammar Kadafi.

Além do crescente número de vítimas, o confronto também causou uma crise humanitária com pelo menos 120 mil pessoas forçadas a deixar suas casas.

A Unsmil tem afirmado esperança de que as negociações levem a arranjos necessários para a interrupção completa de conflitos armados. Ao mesmo tempo, a Missão encoraja a retirada gradual de todos os grupos armados das principais cidades do país, incluindo a capital, Trípoli, para permitir que o governo reafirme sua autoridade sobre instituições e instalações estratégicas.

Leia mais:

Começa esta quarta, nova ronda de negociações para diálogo político na Líbia

Líbios concordam com nova rodada de diálogo politico apoiada pela ONU

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud