Nações Unidas deploram morte de civis durante conflito na Ucrânia
BR

14 janeiro 2015

Pelo menos 11 passageiros de um ônibus morreram em ataque na região de Donetsk, leste do país; secretário-geral e Conselho de Segurança pedem investigação completa do incidente e apelam ao fim da violência.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU e o Conselho de Segurança condenaram, nos termos mais fortes, o ataque contra um ônibus no leste da Ucrânia, que resultou na morte de 11 passageiros.

Numa nota divulgada por seu porta-voz, Ban Ki-moon deplora o incidente de terça-feira, na região de Donetsk, e afirma estar profundamente perturbado com a nova onda de hostilidades na Ucrânia.

Justiça

Tanto Ban quanto os países que integram o Conselho de Segurança pedem uma investigação do ataque para que os responsáveis sejam levados à justiça. Além das 11 vítimas, agências de notícias informaram que pelo menos 17 pessoas ficaram feridas quando a bomba atingiu o ônibus.

O secretário-geral também apelou a todos em conflito na Ucrânia para respeitarem o cessar-fogo e a implementação do acordo de Minsk, que segundo Ban, continua sendo a base sólida para resolver a crise na região.

Vítimas

Segundo o chefe da ONU, o incidente apenas reforça a urgência de se colocar um fim à violência no país, que já matou quase 4,8 mil pessoas e fez com que mais de 1 milhão de civis deixassem suas casas, tornando-se deslocados internos.

Ban Ki-moon também reconhece os esforços diplomáticos da Ucrânia, da Rússia, da França e da Alemanha. Ele encoraja a todos preocupados com a situação que continuem procurando meios para o retorno da paz, da estabilidade e da integridade territorial na Ucrânia.