Ban condena ataque à base da Missão da União Africana na Somália
BR

26 dezembro 2014

Ação perto do aeroporto internacional de Mogadíscio causou a morte de três soldados e um trabalhador civil da Amisom; secretário-geral reafirmou apoio da ONU ao governo e à população somali.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, condenou o ataque desta quinta-feira contra a base da Missão da União Africana na Somália, Amisom.

Em nota, Ban disse esta sexta-feira que a ação perto do aeroporto internacional de Mogadíscio matou vários soldados das forças de paz e um trabalhador civil da missão. As agências de notícias disseram que três militares foram mortos.

Condolências

Ele enviou condolências às famílias e amigos das vítimas e estimou pronta recuperação dos feridos.

O chefe da ONU elogiou a resposta imediata da Amisom ao ataque e disse que ficou aliviado em saber que os funcionários da organização estavam seguros.

Ban expressou solidariedade ao pessoal da Amisom e da ONU que trabalham pela paz na Somália e reafirmou o apoio das Nações Unidas ao governo e à população somali em sua jornada em direção à paz e à estabilidade.

Representante Especial

Mais cedo, o representante especial do secretário-geral para a Somália, Nicholas Kay, já tinha condenado o ataque contra a base da Amisom.

O prédio abriga também a sede local das Nações Unidas. Kay classificou o ataque de quinta-feira de “repreensível” e informou que todos os funcionários da ONU estão seguros após a ação.

O representante especial destacou ainda que a organização continua apoiando o povo somali, num trabalho conjunto para fortalecer o país.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud