Centro para resiliência urbana no sul de África vai beneficiar Moçambique

19 dezembro 2014

Escritório da ONU-Habitat terá como foco o desenvolvimento de planos para reduzir riscos de desastres na região; Madagáscar, Malauí, Moçambique e Comores foram as nações que assinaram acordo para estabelecer centro.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A ONU-Habitat e quatro países do sul de África assinaram um memorando de entendimento para estabelecer um novo centro na região. O acordo foi apoiado por Madagáscar, Malauí, Moçambique e União das Comores.

O centro regional terá como objetivo promover o planeamento de ações para mapear áreas vulneráveis, reduzir riscos de desastres e adotar planos de adaptação à mudança climática.

Ameaças

Segundo a ONU-Habitat, o sul de África está constantemente a ser ameaçado pela falta de planeamento urbano e por áreas propícias a desastres, o que torna as comunidades mais vulneráveis.

Ao assinar o acordo, o vice-presidente do Malauí, Saulos Chilima, destacou que estabelecer o centro é importante porque a região enfrenta vários desastres naturais, como cheias e secas. Segundo Chilima, é importante unir esforços para minimizar os impactos.

A ONU-Habitat não informou quando o escritório regional será inaugurado, mas sabe-se que Moçambique aceitou que a sede do centro seja no país.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud