Portugal reforça ações para agenda de desenvolvimento pós-2015

19 dezembro 2014

País está empenhado na produção de estudo sobre proteção dos oceanos, defesa dos direitos das mulheres e das crianças; para chefe da Missão na ONU o desenvolvimento sustentável tem que respeitar os direitos humanos.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Portugal encerra um ano de participação nas Nações Unidas reforçando ações sobre a agenda de desenvolvimento sustentável pós-2015, que deve ser aprovada pela Assembleia Geral em setembro próximo.

Durante a formulação dos próximos objetivos de desenvolvimento, levados a cabo por um Grupo Aberto de Trabalho, o país esteve empenhado para que os direitos as mulheres fossem considerados assim como o da proteção ao ambiente.

Oceanos

Ao lado da Argentina, Portugal está a presidir ao processo regular da avaliação dos oceanos. Segundo o embaixador de Portugal, Álvaro Mendonça e Moura, é a primeira vez que um estudo global é feito sobre o estado do ambiente marinho incluindo aspectos socioeconómicos.

Em entrevista à Rádio ONU, Mendonça e Moura disse que o desenvovimento sustentável tem que respeitar os ditames dos direitos humanos.

Mulheres

“Portugal teve um papel extremamente ativo no que diz respeito à participação das mulheres nos processos de decisão. E ao combate contra a violência contras as mulheres. Juntamente com o apoio que temos dado à representante especial do secretário-geral  para o combate à violência contra as crianças, que é a doutora Marta Santos Pais. Essas são duas vertentes da nossa luta pelo respeito dos direitos humanos que nós continuaremos a defender intransigentemente para que se mantenham na agenda  do desenvolvimento sustentável do pós-2015.”

No fim deste ano, Portugal foi eleito para um assento no Conselho de Direitos Humanos. Em 2013, o país também promoveu uma campanha contra a violência feminina em parceria com os demais países de língua e portuguesa, e defendeu a maior participação feminina na política.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud