Correios podem receber mais de 7 milhões de cartas para o Papai Noel
BR

17 dezembro 2014

Brasil recebe cerca de 1 milhão de correspondências endereçadas ao “bom velhinho”, segundo União Postal Universal; Correios de Portugal entregam a crianças carentes presentes em nome do Pai Natal.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

A União Postal Universal, UPU, calcula que os correios ao redor do mundo possam receber neste ano mais de 7 milhões de correspondências endereçadas ao Papai Noel.

A UPU coletou dados dos serviços postais de vários países, incluindo os Correios do Brasil, que processam por ano cerca de 1 milhão de cartas para o “bom velhinho”. Um volume similar é recebido pelos correios dos Estados Unidos.

Ajuda

Neste ano, a campanha brasileira “Papai Noel dos Correios” está completando 25 anos. No centro da cidade de São Paulo, uma exposição na sede dos Correios apresenta as cartas mais criativas escritas pelas crianças e as respostas do Papai Noel.

Em Portugal, a UPU destaca um programa em prol das crianças carentes. Os Correios do país publicam num site algumas cartas direcionadas ao “Pai Natal” e qualquer pessoa pode patrocinar um pedido. Depois, os correios entregam os presentes sem nenhum custo.

Imaginação

Segundo a representante dos Correios de Portugal, Isabel Tavares, cerca de 2 mil crianças são beneficiadas. A maioria quer brinquedos, mas roupas, animais de estimação e até mesmo um irmão ou uma irmã estão entre os pedidos feitos pelas crianças portuguesas.

No ano passado, os correios do país receberam cerca de 100 mil cartas e geralmente, os envelopes vêm com endereços imaginários, como “Terra Gelada”, “Nuvem do Pai Natal” ou “Avenida da Estrela”.

Já no Canadá, a UPU destaca que os funcionários dos serviços postais ajudam a responder às cartas escritas em mais de 30 idiomas, incluindo Braille. No país, são quase 1,5 milhão de cartas processadas a cada temporada de Natal.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud