Missão da ONU na Somália coopera com investigação após ataque na capital

3 dezembro 2014

Carro armadilhado explodiu próximo a um comboio das Nações Unidas que circulava perto do aeroporto internacional; agências de notícias falam em pelo menos quatro mortos.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Um carro armadilhado explodiu esta quarta-feira próximo de um comboio de viaturas das Nações Unidas que circulava nas imediações do Aeroporto Internacional de Mogadíscio.

A Missão da ONU na Somália, Unsom, confirmou que nenhum funcionário da organização foi ferido no ataque. Mas pessoas que passavam pelo local na hora da explosão morreram. As agências de notícias falam em pelo menos quatro óbitos.

Cooperação

A Unsom disse que está a cooperar com as autoridades somalis na investigação da explosão. Até o momento, nenhum grupo declarou autoria do ataque.

Na terça-feira, as milícias al-Shabab atacaram um grupo de operários na fronteira da Somália com o Quénia. Foram 36 trabalhadores mortos em Mandera, região nordeste do Quénia.

Segundo relatos, os mortos não eram muçulmanos e foram separados dos que professam a religião antes de serem assassinados.

O ataque foi condenado na noite de terça-feira pelo secretário-geral da ONU. Ban Ki-moon classificou a ação de “terrível” e reforçou o apoio das Nações Unidas na “luta contra o terrorismo”.