FAO receia que peste dos pequenos ruminantes chegue em Moçambique

1 dezembro 2014

Agência da ONU forma técnicos para detetar e controlar a doença no país; cerca de 4 milhões de animais podem correr risco de contrair a doença, que afeta ovelhas, cabras e pequenos ruminantes selvagens.

Ouri Pota, da Rádio ONU em Maputo.*

Moçambique está exposto ao risco de registar casos da peste dos pequenos ruminantes, devido à ocorrência de casos na vizinha Tanzânia e ao longo da linha de fronteira entre os dois países.

A informação foi dada pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, que apoia a formação de técnicos de laboratório iniciada esta segunda-feira. O país ainda não registou casos de infeção.

Resposta

A capacitação é promovida pelo Ministério da Agricultura e a Direção Nacional dos Serviços de Veterinária, para criar uma capacidade de resposta no caso da chegada da doença no país.

São 15 técnicos que participam na formação que decorre até esta sexta-feira, sob orientação de um consultor contratado pela agência da ONU.

Veterinária

Os participantes são das províncias de Niassa, Cabo Delgado, do norte, e Manica, no centro. O curso inclui ainda profissionais do Laboratório de Ciências Animais e cursantes de entidades ligadas à veterinária.

Os pequenos ruminantes são a maior fonte de subsistência rural na África Austral, particularmente entre pequenos produtores nas áreas da pecuária e agropecuária. A peste que afeta ovinos, caprinos e pequenos ruminantes selvagens é considerada fatal e altamente contagiosa.

A nota da FAO alerta que uma possível entrada da peste dos pequenos ruminantes no país iria pôr em risco cerca de 4 milhões de animais do grupo.

Angola

Historicamente, a ocorrência da doença esteve limitada às regiões da África Ocidental e Central.

Em 2013, a doença chegou a Angola depois de a Tanzânia ter registado surtos. Além de Moçambique, os vizinhos Malaui e Zâmbia levam a cabo programas de serovigilância nas áreas fronteiriças.

*Apresentação: Eleutério Guevane.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud