Ban pede colaboração entre líderes de transição em Burquina Fasso

24 novembro 2014

Apelo do secretário-geral foi feito no dia do primeiro encontro do Governo provisório; equipa de  26 membros deve administrar o país até as eleições previstas para novembro de 2015.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O secretário-geral das Nações Unidas apelou, esta segunda-feira, a todos os líderes de transição nomeados no Burquina Fasso que trabalhem de forma colaborativa e harmoniosa para garantir a defesa das aspirações do povo.

Ban Ki-moon emitiu uma nota, esta segunda-feira, no dia do primeiro encontro do governo de transição composto por 26 elementos. A publicação dos membros do novo executivo foi feita no domingo.

Transição

O chefe da ONU exortou a todos os intervenientes do país a resolver quaisquer questões contenciosas através do diálogo, com vista a garantir um suave período de transição que conduza às eleições agendadas para novembro de 2015.

Ban prometeu que as Nações Unidas vão continuar a trabalhar junto da União Africana, da Comunidade Económica do Estados da África Ocidental, Cedeao, e das partes envolvidas na transição.

Desde 1 de novembro, o país foi liderado pelo exército após a renúncia do presidente Blaise Compaoré, que liderou o país durante 27 anos. No dia anterior, o antigo líder deixou o poder devido a protestos contra planos que segundo agências noticiosas lhe permitiriam um terceiro mandato.