Baixa produtividade agrícola continua a ameaçar segurança alimentar em África

20 novembro 2014

Declaração está em mensagem do secretário-geral da ONU sobre Dia da Industrialização em África, comemorado nesta quinta-feira; este ano, data aborda desenvolvimento industrial sustentável.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

A agricultura ainda é responsável pela maior parte da renda familiar em áreas rurais e emprega mais de 60% da força de trabalho em África. A produtividade agrícola baixa continua a ameaçar a segurança alimentar no continente como um todo.

As declarações estão na mensagem do secretário-geral da ONU sobre o Dia da Industrialização em África, celebrado este 20 de novembro.

Recursos Naturais

Ban Ki-moon declarou que muitas economias africanas tiveram taxas de crescimento “impressionantes” em anos recentes. No entanto, segundo o chefe da ONU, o aumento da prosperidade nem sempre traduziu-se na criação inclusiva de riqueza.

Muitas vezes, o desenvolvimento económico depende da extração de recursos naturais e mão-de-obra pouco qualificada, o que resultaria em base de produção fraca e distribuição desigual de riqueza.

Inclusiva e Sustentável

Ban saudou o tema da data este ano. A abordagem é sobre o desenvolvimento industrial inclusivo e sustentável, e a forte ligação entre desenvolvimento agroindustrial e segurança alimentar.

Ele afirmou que África precisa de uma industrialização verde, limpa e que se beneficie de novas tecnologias.

O chefe da ONU declarou ainda que industrialização inclusiva e sustentável é um trampolim “fundamental” em direção à crescimento económico contínuo, segurança alimentar e erradicação da pobreza no continente.

Ban reafirmou o compromisso das Nações Unidas com desenvolvimento industrial inclusivo e sustentável em África, que garanta prosperidade económica e social integradas.

*Apresentação: Michelle Alves de Lima.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud