Monusco: polícia prendeu mais de 200 suspeitos de ataques recentes

6 novembro 2014

Conselho de Segurança adotou declaração presidencial condenando as agressões; ataques contra civis aconteceram próximo à cidade de Beni, na República Democrática do Congo.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A Missão de Estabilização da ONU na República Democrática do Congo, Monusco, anunciou nesta quarta-feira que mais de 200 pessoas foram presas em relação a ataques recentes contra civis.

Mais de 100 pessoas morreram e 20 mil foram deslocadas em agressões de grupos armados desde outubro na área de Beni e arredores.

Conselho de Segurança

Ainda nesta quarta-feira, o Conselho de Segurança adotou uma declaração presidencial que “condena de forma veemente os recentes ataques das Forças Democráticas Aliadas, ADF, no território de Beni, matando brutalmente mais de 100 civis, a maioria mulheres e crianças”.

O órgão também expressou grande preocupação com a falta de avanço do processo de desarmamento voluntário das Forças Democráticas de Libertação de Ruanda, Fdlr.

Ameaças

O Conselho chamou o governo do país, em coordenação com a Monusco, a “imediatamente empreender ação militar contra os líderes e integrantes do Fdlr que não participem no processo de desmobilização e que continuam a cometer violações dos direitos humanos”.

Além disso, o órgão expressou “grave preocupação” com a decisão do governo da RD Congo de expulsar o chefe do Escritório de Direitos Humanos da ONU e com ameaças recentes feitas contra outros funcionários do local.

Falando ao Conselho no mês em passado em Nova Iorque, o representante especial do secretário-geral para o país e chefe da Monusco, Martin Kobler, mencionou a necessidade de uma resposta “proativa, não reativa” no combate aos grupo rebeldes na RD Congo e no aumento da protecção aos civis.

Leia mais:

Mais de 100 mortos e 20 mil deslocados devido a grupos armados na RD Congo

Entrevista: Capacetes azuis na RD Congo após massacres

Monusco com mais patrulhas contra grupos armados congoleses em Beni

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud