Receios de tensão com deslocados levam ONU a pedir coordenação do Sudão

3 novembro 2014

Autoridades teriam intenção de fazer nova ronda policial em Kalma; em setembro, incidentes fizeram um número indeterminado de vítimas; missão reforça presença de forças de paz e estende número de horas das patrulhas.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

A Missão da ONU em Darfur, Unamid, pediu coordenação ao Governo do Sudão, após receber informações de que este pretende alegadamente realizar uma operação de busca de segurança ao campo de deslocados de Kalma.

Preocupada “com o possível impacto sobre a população civil”, a missão pede colaboração com a operação de paz, com os líderes do acampamento além do respeito aos direitos humanos e ao direito internacional humanitário.

Tiros

O local registou um incidente que provocou um número indeterminado de vítimas. Cerca de 400 residentes manifestaram-se contra o governo na ação marcada por tiros contra os manifestantes da região de Darfur Sul.

A Unamid explica que os moradores do acampamento já antecipam tal intervenção, devido a ações semelhantes das autoridades realizadas em outros acampamentos e aldeias da área.

Maior Presença

Desde então, a missão disse ter tomado medidas preventivas para mitigar o impacto de uma eventual operação contra civis e reduzir a tensão no acampamento.

Além de aumentar a presença de forças de paz nas instalações em Kalma, estas são realizadas 24 horas por dia.

Na nota, a Unamid disse ter lembrado à população do campo que a cumplicidade com infratores armados viola o direito internacional humanitário. A função revelou também que não deve ser armazenado o tipo de armamento, manuseado ou traficado em locais do género.

*Apresentação: Denise Costa.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud