Na União Africana, Ban destaca impulso à resposta contra o ébola

28 outubro 2014

Discurso do secretário-geral volta a reiterar carências em áreas como financiamento, recursos e pessoal médico; epidemia assola com mais gravidade a três países do continente.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O secretário-geral das Nações Unidas destaca as formas de impulsionar a resposta internacional contra o surto de ébola, num discurso a ser apresentado esta terça-feira na sede da União Africana em Adis Abeba.

Nas vésperas do encontro na capital etíope, Ban Ki-moon disse que vai alertar que cada dia é importante para combater a doença fatal. A Organização Mundial da Saúde, OMS, confirmou mais de 10,1 mil casos e 4922 óbitos devido ao surto que afeta principalmente a Libéria, a Serra Leoa e a Guiné Conacri.

Recursos

Para enfrentar a doença, o chefe da ONU disse que vai destacar necessidades como financiamento, recursos materiais e pessoal médico.

Ban Ki-moon sublinhou que é preciso evitar as restrições de viagem por considerar que a medida não vai impedir a propagação do vírus, mas dificultar o acesso de ajuda aos necessitados. O responsável disse que vai continuar a pressionar todos os países a conceder apoios.

Emergência

A apresentação segue-se à visita da presidente da Comissão da União Africana, Nkosazana Dlamini-Zuma, aos três países afetados.  Nessas nações esteve também o chefe da Missão de Resposta de Emergência da ONU para o Ébola, Unmeer, que considerou que é fator  tempo é essencial para a entrega de auxílio.

Anthony Banbury disse que somente  após o aumento do apoio para os três países, as populações podem voltar a ter uma vida livre do medo do vírus fatal.

O secretário-geral está no Corno de África até ao fim desta semana, na digressão que também vai abordar aspectos como economia, estabilidade política, paz, cooperação e integração regional.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud