Nações Unidas e África Ocidental coordenam resposta ao surto de ebola
BR

19 outubro 2014

Autoridades reafirmaram necessidade de uma ação rápida e precisa para derrotar a doença; chefe da Missão de Resposta de Emergência para o Ebola voltará à região nesta semana.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

A ONU e os países da África Ocidental mais atingidos pelo surto de ebola estão coordenando uma resposta de emergência para combater a doença.

Ao final de uma reunião de quatro dias em Acra, capital de Gana, neste sábado, as autoridades reafirmaram a necessidade de uma ação rápida e precisa para derrotar o vírus.

Esforço

Segundo comunicado divulgado pela Missão de Resposta de Emergência para o Ebola, Unmeer, os participantes do encontro concordaram que o sistema das Nações Unidas implemente um esforço para coordenar a assistência internacional aos países mais afetados pela doença.

O chefe da Missão, Anthony Banbury, citou a chegada de um carregamento em Acra vindo da Alemanha, com suprimentos para Guiné, Libéria e Serra Leoa.

Planos

Banbury vai regressar à região mais atingida da África Ocidental nesta semana. Ele vai realizar consultas com líderes dos três países sobre o caminho a seguir e também para informá-los dos planos operacionais de combate ao ebola.

Segundo a ONU, os governos da Guiné, da Libéria e de Serra Leoa têm o poder de decisão final sobre as estratégias na luta contra o surto. Os países implementaram planos de resposta nacionais e estão respondendo à crise há vários meses.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud