“Líbano paga alto preço por conflito na Síria”, diz representante da ONU
BR

16 outubro 2014

Segundo Staffan de Mistura, a comunidade internacional está “muito preocupada com a estabilidade do Líbano”; ele está em Beirute, de onde afirmou que planeja também viagens ao Irã, Turquia e Rússia.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

O representante especial da ONU para a Síria, Staffan de Mistura, afirmou que a “comunidade internacional está muito preocupada com a estabilidade do Líbano, que vem pagando alto preço por causa do conflito na Síria”.

A declaração foi feita nesta quinta-feira em Beirute, após reunião com o primeiro-ministro libanês, Tamam Salam.

Viagem

O representante da ONU afirmou que em sua segunda visita à região ele também planeja ir ao Irã, Turquia e Rússia.

Staffan de Mistura afirmou ainda estar no “processo de entender o que mudou na região em termos de alguma percepção de como abordar, através de um processo político, o conflito na Síria devido a novos fatores que ocorreram na região.”

Ele mencionou, em particular, o “Daesh”, denominação em árabe do grupo Estado Islâmico do Iraque e do Levante, Isil.

Segundo o representante especial da ONU, “a comunidade internacional mantém-se firme com o Líbano” e está “ciente do preço e fardo que o país e os libaneses pagaram e estão pagando neste período”.

De Mistura declarou que a “estabilidade do Líbano é importante para a região e a comunidade internacional”.