Ocha alerta que 1,5 mil refugiados chegaram à região do Curdistão no Iraque
BR

15 outubro 2014

O Escritório da ONU de Assistência Humanitária informou que as pessoas fugiram de Kobane, na Síria; a agência de Refugiados das Nações Unidas calcula que o fluxo deve aumentar para até 15 mil nos próximos dias.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O Escritório das Nações Unidas de Assistência Humanitária, Ocha, alertou que 1,5 mil refugiados sírios da cidade de Kobane chegaram à região autônoma do Curdistão no Iraque, nesta terça-feira.

O Ocha informou que desde 25 de setembro, mais de 7 mil já fugiram para a área, sendo que a maioria chegou na sexta-feira passada, depois de o presidente da região autônoma, Masoud Barzani, ter aberto a fronteira com a província de Dohuk.

Trânsito

Segundo a agência da ONU, a maior parte dos refugiados está em trânsito pela Turquia, onde estão agora cerca de 200 mil refugiados sírios de Kobane.

A ONU e ONGs parceiras prestam assistência aos refugiados, que estão sendo levados para o campo Arbat.

Até agora, os sírios estavam sendo transferidos para o campo de refugiados de Gawilan, que atingiu sua capacidade máxima com 5,4 mil pessoas.

A agência de refugiados da ONU calcula que nos próximos dias o número de refugiados na região autônoma do Curdistão pode chegar a 15 mil.