OIM apoia campanha contra tráfico humano na África do Sul

3 outubro 2014

Agência destaca dificuldade em obter números dos afetados pelas  ações por serem encobertas; país é ponto de origem, trânsito e destino das vítimas do terceiro comércio ilegal mais lucrativo do mundo.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Uma campanha de combate ao tráfico humano apoiada pela Organização Internacional para Migrações, OIM, decorre na África do Sul até a próxima sexta-feira.

A mensagem principal da iniciativa é “#TRAPPED”, ou retidos em tradução livre. A série de atividades integra a Semana de Consciencialização sobre o Tráfico Humano e pretende despertar a atenção além de destacar a vida em cativeiro e o trauma das vítimas.

Destino

A agência considera muito difícil quantificar os afetados devido à natureza oculta do tipo de crime na África do Sul. Mas defende que muitas vítimas são recrutadas e transportadas para serem retidas indefesas e exploradas nos pontos de destino.

Os dois primeiros dias da campanha serão em Pretória e em Joanesburgo. Em parceria com uma universidade local, o público será informado acerca do processo, das formas de exploração e como pode denunciar os casos suspeitos.

Tendências

A OIM destaca que o tráfico humano é o terceiro comércio ilegal lucrativo depois de drogas e armas. A semana deve envolver informes apresentados pela agência e as autoridades governamentais sobre a resposta nacional, os dados e as tendências globais sobre o fenómeno.

A OIM sublinha que o perfil das vítimas, que tem acompanhado há 10 anos, indica que os sul-africanos são traficados para outros países. A África do Sul também é usada por traficantes como ponto de trânsito e  destino.

Por outro lado, várias pessoas são traficadas para o país a partir de outras partes do mundo, incluindo a Europa Oriental e Ásia.

Na maioria das vezes são levadas para as principais centros urbanos incluindo a Cidade do Cabo, Joanesburgo, Durban, Pretória, Bloemfontein, Port Elizabeth e regiões mineiras como Rustenburg.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud