Chega ao fim Missão conjunta da ONU-Opaq na Síria
BR

1 outubro 2014

Diretor-geral da Organização para a Proibição de Armas Químicas disse que grupo cumpriu mandato e operações encerraram em 30 de setembro; Ahmet Üzümcü afirmou que trabalho da equipe foi vital para eliminação do arsenal sírio.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O diretor-geral da Organização para a Proibição de Armas Químicas, Ahmet Üzümcü, anunciou o fim do mandato e das operações da Missão conjunta ONU-Opaq para eliminar o arsenal químico da Síria.

Üzümcü afirmou que “o trabalho da equipe foi vital para o sucesso dos esforços internacionais para eliminar o programa de armas químicas do país árabe”.

Cooperação

Segundo ele, esse foi um excelente exemplo de como a cooperação entre organizações internacionais pode alcançar resultados tangíveis em relação ao desarmamento.

Üzümcü agradeceu a coordenadora especial Sigrid Kaag pelo seu esforço e liderança, como também de todos os especialistas que participaram das operações.

A Opaq firmou um acordo com o escritório de projetos da ONU sobre apoio logístico e de segurança para a manutenção das operações da organização na Síria.

Especialistas

Apesar do fim da missão, os especialistas da Opaq vão continuar lidando com o processo de destruição das instalações que fabricavam armas químicas no país.

O grupo citou que com a exceção de 12 instalações de produção, tudo o que foi declarado parte do programa de armas químicas da Síria foi eliminado num prazo sem precedentes e em difíceis condições.

Em agosto, o diretor-geral da Opaq anunciou a destruição completa do arsenal químico sírio, que estava no navio americano Cape Ray. Segundo ele, foram eliminadas 600 toneladas dos gases sarin e mostarda.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud