Na ONU, Obama reafirma prioridade de deter ébola

25 setembro 2014

Presidente dos Estados Unidos falou sobre as ações do país em resposta ao surto na África Ocidental durante encontro de alto nível; secretário-geral disse que doença mata mais de 200 pessoas por dia.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Em reunião de alto-nível sobre o ébola nesta quinta-feira, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou que a doença é horrível e que “numa área em que crises regionais podem rapidamente tornar-se ameaças globais, deter o ébola é do interesse de todos.” O surto já registou 6263 casos e 2917 mortes.

O evento decorre na sede das Nações Unidas. O secretário-geral, Ban Ki-moon, a diretora-geral da Organização Mundial da Saúde, Margareth Chan, e o primeiro-ministro do Timor-Leste, Xanana Gusmão, também estão presentes.

Países afetados

Entre os participantes do encontro de alto nível na sede da ONU, estão o presidente da Guiné, Alpha Condé e via teleconferência, a presidente da Libéria, Ellen Johnson-Sirleaf e chefe de Estado da Serra Leoa, Ernest Bai Koroma.

Falando no encontro, Obama declarou que deter o ébola é prioridade para os Estados Unidos, tendo mencionado as ações do país em torno da questão. O presidente norte-americano afirmou que é necessária resposta rápida e de todos.

Obama disse que “os Estados Unidos farão a sua parte e que continuarão a liderar, mas que o surto deve ser uma prioridade para todos”.

Na abertura do encontro o secretário-geral da ONU afirmou “que o ébola mata mais de 200 pessoas por dia, dois terços dos quais são mulheres”. Ban indicou que os povos da Libéria, da Serra Leoa e da Guiné Conacri enfrentam o surto mais mortífero já visto da doença.

As Nações Unidas lançaram nesta quinta-feira uma página em inglês na internet sobre resposta internacional ao ébola. O endereço é http://www.un.org/ebolaresponse .

*Apresentação: Eleutério Guevane.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud