Clip: José Graziano da Silva

24 setembro 2014

Diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, fala à Rádio ONU sobre os objetivos da FAO na Assembleia Geral.

Graziano da Silva participa, nesta quarta-feira, de um evento sobre “Fome Zero”, uma estratégia da agência apoiada pelo secretário-geral, Ban Ki-moon.

O chefe da FAO está mantendo conversações com vários países que não têm representação em Roma para tentar aproximar a agência ainda mais de regiões como o Caribe e o Pacífico.

Segundo José Graziano da Silva, o país de língua portuguesa no sudeste da Ásia, Timor-Leste, é uma das nações sem representação em Roma, e que é importante para o trabalho da FAO.

“A ideia é abrir as portas da FAO. Eu quero aproximar mais os países da FAO. Eu preciso que os países estejam mais presentes na FAO e a FAO precisa estar mais presente nos países.”

Acompanhe a conversa com Mônica Villela Grayley.

Duração: 02'38"