Chefes de Estado, empresários e sociedade civil debatem clima na ONU
BR

23 setembro 2014

Cimeira vai servir de plataforma para autoridades chegarem a acordo para redução de emissões que causam efieto estufa; objetivo é alcançar tratado global em 2015 para limitar aquecimento do planeta abaixo de 2º C; Leonardo DiCaprio e Al Gore discursam na abertura.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

Começa esta terça-feira na sede da ONU, em Nova York, a Cimeira do Clima 2014, que vai reunir chefes de Estado, empresários e sociedade civil.

O secretário-geral, Ban Ki-moon, organizou o encontro para engajar os líderes mundiais e avançar com as ações climáticas.

Gore e DiCaprio

Segundo Ban, a Cimeira servirá de plataforma pública com ideias de autoridades do mais alto nível, países membros, assim como representantes dos setores industrial, financeiro e da sociedade civil.

A meta é catalisar todas essas ações para reduzir as emissões de gases que causam o efeito estufa, fortalecer a resiliência climática e acima de tudo, iniciar uma mobilização política para um acordo global sobre o clima em 2015.

O ex-vice-presidente dos Estados Unidos, Al Gore, e o ator de Hollywood, Leonardo DiCaprio, discursam na abertura do evento.

O objetivo da ONU é limitar o aquecimento global a menos de 2º C.

Energia e florestas

O secretário-geral afirmou que a Cimeira terá como pontos básicos ação e soluções para acelerar o progresso em áreas que possam contribuir com a redução das emissões de gases.

Entre essas áreas estão a agricultura, energia, florestas e transportes.

Numa prévia da Cimeira, Ban Ki-moon participou neste domingo da Marcha do Povo pelo Clima. A caminhada reuniu mais de 300 mil pessoas pelas ruas de Manhattan.

Ban disse que não há um “plano B” para o combate à mudança climática, já que não existe “um planeta B”.

O chefe da ONU declarou que é preciso trabalhar e estimular a ação em prol do planeta Terra.