Emma Watson pede aos homens que lutem pela igualdade de gênero
BR

20 setembro 2014

Atriz britânica e embaixadora da ONU Mulheres lança a campanha HeforShe, um movimento global por direitos iguais; proposta é mobilizar 1 bilhão de homens; Ban Ki-moon pede mudança de atitude pelo fim da violência.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York. 

A nova embaixadora da Boa Vontade da ONU Mulheres, a atriz britânica Emma Watson, lançou este sábado uma nova campanha pela igualdade de gênero. O movimento global HeforShe, ou “Ele por Ela” busca mobilizar homens e meninos na luta pelos direitos das mulheres.

Em Nova York, Watson declarou ser uma feminista, palavra que, segundo ela, “significa a crença de que homens e mulheres tem direitos iguais”.

Expressões

A atriz disse fazer parte do grupo de mulheres cujas expressões são consideradas “muito fortes, muito agressivas e até mesmo não atraentes”. Emma Watson questionou porque o mundo tornou-se tão “desconfortável”.

Ela foi aplaudida ao afirmar ser justo receber o mesmo salário do que colegas homens e tomar decisões sobre seu corpo. Watson disse que os homens também têm um papel a cumprir para garantir a igualdade de gênero.

A proposta da campanha HeforShe é colocar os homens no centro do ativismo e do diálogo para o fim das desigualdades enfrentadas por mulheres do mundo.

1 Bilhão

Pelos próximos 12 meses, o movimento pretende mobilizar 1 bilhão de homens e de meninos como agentes da mudança por igualdade de gênero.

No evento, o secretário-geral ativou um mapa que mostra, em tempo real, a participação na campanha. Ban Ki-moon foi o primeiro homem a aderir à iniciativa.

Ban pediu uma mudança de atitude e afirmou que os homens são os principais responsáveis por ameaças e violência contra as mulheres. Muitas vezes, as ações são cometidas por pais, maridos, namorados ou supervisores, lamentou o secretário-geral.

Responsabilidade

O chefe da ONU disse que uma em cada três mulheres do mundo é vítima da violência e também ressaltou que os governos têm a obrigação de combater o problema.

Ban Ki-moon afirmou que nos últimos sete anos como secretário-geral, ele nomeou mais mulheres para cargos de alto nível do que em toda a história das Nações Unidas.

Todas as ações da nova campanha por igualdade de gênero podem ser acompanhadas no site www.heforshe.org

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud