Entrevista: Divino Moura

9 setembro 2014

A Organização Mundial de Meteorologia, OMM, informou esta terça-feira que 2013 registrou um novo recorde na concentração de gases que causam o efeito estufa na atmosfera.

A agência da ONU explica que a causa foi o aumento nos níveis de dióxido de carbono, CO2. No ano passado, a concentração global do gás carbônico na atmosfera atingiu 396 partículas por milhão.

De Brasília, o vice-presidente da OMM, Divino Moura, falou à Rádio ONU sobre o problema.

Ele disse que, entre 1990 e 2013, os gases que causam o efeito estufa, o gás carbônico, o metano e os óxidos nitrosos, aumentaram cerca de 34%.

A OMM toma como referência o ano de 1750, a era pré-industrial, ao comparar os níveis dos três elementos na atmosfera. No ano passado, a concentração de CO2 foi 142% maior em relação a esse período, enquanto o metano registrou uma alta de 253% e o óxido nitroso, 121%.

Divino Moura falou também sobre os perigos da acidificação do mar. Segundo ele, uma água mais ácida no oceano tem um impacto direto nos recifes de corais e afeta também a pesca.

A OMM alerta também que a atual taxa de acidificação dos oceanos não tem precedentes, pelo menos ao longo dos últimos 300 milhões anos. Diariamente, os oceanos absorvem cerca de 4 kg de CO2 por pessoa.

Acompanhe a entrevista com Edgard Júnior.

Duração: 08’26”

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud