Ataques de Boko Haram lembram necessidade de cooperação regional

3 setembro 2014

Secretário-geral da ONU quer ação coordenada contra os insurgentes; países da África Ocidental participaram na Conferência Ministerial sobre Segurança realizada esta quarta-feira em Abuja.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque. 

As Nações Unidas disseram que as mais recentes ações das milícias nigerianas Boko Haram, nos vizinhos Chade e Camarões, são um forte lembrete da necessidade de reforço da cooperação regional.

Trata-se do grupo armado que em abril, capturou mais de 200 meninas de uma escola da área de Chibok, no estado nordestino de Borno.

Camarões

Nesta quarta-feira, agências de notícias anunciaram a captura da vila nigeriana de Banki, que faz fronteira com os Camarões, após a saída das tropas do governo do local.

Em mensagem lida na Conferência Ministerial sobre Segurança, que juntou os países regionais em Abuja, o secretário-geral apontou para a determinação coletiva para apoiar os esforços contra a crescente ameaça do Boko Haram.

Inocentes

A preocupação da ONU é com a violência contínua no nordeste da Nigéria, incluindo a morte de civis inocentes aliada aos raptos. Ban reafirma a solidariedade para com as vítimas e com o povo perante o que chamou de “extremismo e terror”.

O pronunciamento aponta para “terríveis violações dos direitos humanos” além da gravidade da situação humanitária.

Segundo Ban, a situação é agravada pela vulnerabilidade da população em geral na área onde as aulas e a agricultura foram interrompidas e a insegurança alimentar está a piorar.

Refugiados

O Alto Comissariado da ONU para Refugiados, Acnur registou cerca de 20 mil  nigerianos nos Camarões. Mas estimativas das autoridades locais apontam para a existência de cerca do dobro do número.

Esta semana, a agência disse que cerca de 10 mil pessoas fugiram dos novos ataques dos insurgentes no nordeste da Nigéria em busca de refúgio no Níger e nos Camarões.

Ação Coordenada

O apelo do secretário-geral à comunidade internacional é que seja concedido o apoio necessário para uma ação coordenada contra o Boko Haram.

Ban sublinha que as Nações Unidas trabalham com parceiros na Nigéria para implementar um programa de apoio integrado ao nordeste. O objetivo é abranger famílias das meninas raptadas em Chibok e das populações afetadas.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud