Chefe da ONU apreensivo com relatos de golpe militar no Lesoto

31 agosto 2014

Secretário-geral apela ao respeito pela ordem constitucional e pelo Estado de direito democrático; agências de notícias informaram que o primeiro-ministro, Thomas Thabane, estaria na África do Sul.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, manifestou este domingo a sua preocupação com relatos de um golpe militar no Lesoto.

Agências de notícias informaram que a capital, Maseru, está calma um dia depois da tomada de vários edifícios por soldados. Mas os relatos apontam que o Exército teria negado que teria derrubado o governo no país, marcado por várias golpes militares desde a sua independência em 1966.

Independência

Em nota, o chefe da ONU apela ao respeito pela ordem constitucional e pelo Estado de direito democrático. As partes também foram exortadas a abster-se da violência e a trabalhar em conjunto para a resolução pacífica e duradoura das suas diferenças.

A Comunidade dos Países da África Austral, Sadc, a Commonwealth e outros parceiros do Lesoto foram felicitados pelo secretário-geral pelos esforços anteriores para apoiar a restauração da confiança entre os membros da coligação do governo.

Chefe do Governo

De acordo com agências noticiosas, o primeiro-ministro Thomas Thabane estaria na vizinha África do Sul. Ele alega ter sofrido um golpe do exército e que a sua vida está em perigo.

Ban Ki-moon insta todas as partes a continuarem a desempenhar um papel ativo na promoção da paz no Lesoto e reafirmou a continuação do apoio das Nações Unidas ao processo.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud