ONU saúda primeiras decisões sobre auditoria das eleições no Afeganistão
BR

25 agosto 2014

Chefe da Missão da ONU no país disse que processo é “marco importante”, mas afirmou ainda ser “prematuro” tirar conclusões sobre o resultado final; resultado do segundo turno das eleições permanece indefinido.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

As Nações Unidas saudaram o anúncio nesta segunda-feira por autoridades eleitorais afegãs das primeiras decisões oficiais sobre a auditoria do segundo turno das eleições presidenciais em 14 de junho.

Segundo o chefe da Missão da ONU no Afeganistão, Unama, e representante do secretário-geral no país, Ján Kubis, o “primeiro conjunto de decisões oficiais desta auditoria inédita é um marco importante em direção ao objetivo de separar fraude de votos válidos”.

Resultados

Kubis afirmou ainda ser “prematuro” tirar conclusões sobre o resultado final da auditoria e que todos os lados devem continuar a respeitar o processo de modo a não criar “expectativas irreais”.

A ONU mencionou que das 3644 urnas que foram sujeitas a este primeiro conjunto, 79% foram validadas e 21% continham alguma forma de irregularidade como selos quebrados. 72% destas foram completamente invalidadas nesta segunda-feira pela Comissão Eleitoral Independente.

Os resultados desta segunda-feira vieram de informações retiradas de cada urna auditada. Eles são gravados e depois colocados em uma base de dados na presença de observadores e representantes dos partidos.

Urnas

Mais de 70% de quase 23 mil urnas já foram auditadas pelo processo supervisionado pelas Nações Unidas. Das mais de 15 mil processadas até o momento, mais de 30% também foram provisoriamente recontadas devido a irregularidades encontradas durante a auditoria.

A Comissão pretende soltar lotes regulares de resultados a medida que se tornarem disponíveis nos próximos dias em paralelo com a conclusão da auditoria física das aproximadamente 7 mil urnas restantes.

A ONU continua a apelar às duas campanhas presidenciais que cooperem com a auditoria para que ela possa ser concluída o mais rápido possível.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud