Redução das tropas afeta trabalho de companhia de engenharia da Minustah
BR

18 agosto 2014

Segundo o general José Luiz Jaborandy Júnior, a missão da ONU no país conta atualmente com três companhias que se dedicam sobretudo a trabalhos de reconstrução, reparos de ruas e pontes etc; após mudanças ficará apenas uma companhia no país.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

Os planos de redução do número de tropas das Nações Unidas no Haiti já começaram a ser executados de acordo com o mandato do Conselho de Segurança sobre o tema. A informação foi dada à Rádio ONU pelo comandante da Minustah, o general José Luiz Jaborandy Júnior.

Segundo ele, até meados de 2015, a missão deverá passar de 5021para 2370 homens e mulheres. Mas esses números ainda têm que ser aprovados pelo Conselho de Segurança em outubro.

Recursos

Para o general brasileiro, a nova configuração deverá ter efeitos nos trabalhos sociais como os projetos das companhias de engenharia militar.

“Hoje em dia, nós só temos três companhias, duas já foram repatriadas. E nessa nova configuração, nós manteremos apenas uma companhia de engenharia. Nesta fase, o foco principal da companhia será o apoio das operações militares. Mas isso, de nenhuma maneira exclui a possibilidade de, em havendo disponibilidade e recursos para tal, ela continue apoiando qualquer iniciativa governamental ou não-governamental voltadas para a melhoria das condições de vida da população haitiana.”

As companhias de engenharia ajudam com construção e reparos de ruas e pontes além de obras de reconstrução após o terremoto de 2010.

Eleições Legislativas

Ainda de acordo com o general José Luiz Jaborandy Júnior, após o encerramento dos planos de redução, o batalhão brasileiro que hoje tem cerca de 1,2 mil militares, deverá passar a cerca de 850 homens e mulheres.

O comandante da Minustah lembrou que a nova estratégia será incluída nos debates sobre a renovação do mandato da Minustah, marcados para ocorrer em outubro no Conselho de Segurança.

O Haiti deve realizar eleições locais e legislativas ainda neste segundo semestre.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud