Banco Mundial destaca o que funciona para empoderar jovens mulheres
BR

11 agosto 2014

De acordo com novas avaliações, meninas com pouca ou nenhuma educação têm mais chance de serem vítimas de casamento infantil, sofrerem violência doméstica e viverem na pobreza; apesar de avanços recentes, alguns desafios permanecem.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York*. 

Educar, empoderar e dar emprego à maior geração de jovens da história é fundamental para acabar com a pobreza e impulsionar a prosperidade para todos. É o que afirma o Banco Mundial.

Novos estudos do órgão destacam o que funciona em projetos de desenvolvimento voltados para meninas e jovens mulheres. De acordo com o Banco, as mulheres e meninas tendem a ser mais pobres do que os homens.

Segundo a instituição, elas também enfrentam desigualdades em casa, na escola e no trabalho. Uma situação que perpetua a pobreza das jovens e de suas famílias.

Educação 

Os estudos abordam questões fundamentais para os jovens de hoje: educação, casamento infantil e saúde sexual e reprodutiva.

De acordo com as pesquisas, meninas com pouca ou nenhuma educação têm mais chance de se casarem cedo, sofrerem violência doméstica e viverem na pobreza. Além disso, elas não têm voz no orçamento doméstico ou nos cuidados com sua própria saúde. Segundo o Banco Mundial, isso prejudica o futuro das jovens e também a comunidade onde vivem.

O órgão afirma ainda que uma em cada cinco meninas em países em desenvolvimento engravida antes dos 18 anos. E causas relacionadas à gravidez são responsáveis por quase 70 mil mortes por ano de meninas entre 15 e 19 anos nestes países. Ainda segundo o Banco Mundial, milhões de jovens mulheres em todo o mundo são limitadas no exercício de seus direitos sexuais e reprodutivos.

Desafios  

A instituição diz que apesar de avanços recentes em aspectos importantes das vidas das meninas, alguns desafios permanecem. Eles, frequentemente, são resultados de amplas privações e restrições que, muitas vezes, violam direitos básicos e se multiplicam pela pobreza e falta de estudo.

As novas pesquisas destacam a importância de empoderar e investir em meninas e jovens mulheres o que, segundo o Banco Mundial, transmite grandes benefícios através das gerações.

*Apresentação: Leda Letra.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud