Banco Mundial vai disponibilizar US$ 5 mil milhões para África

6 agosto 2014

Instituição vai financiar projetos de energia em seis países africanos; 600 milhões de pessoas no continente não têm acesso à eletricidade.

Edgard Júnior, da Radio ONU em Nova Iorque.

O Banco Mundial anunciou esta quarta-feira que vai disponibilizar US$ 5 mil milhões para aumentar a geração de eletricidade em África.

A instituição vai financiar projetos de energia em seis países africanos, Etiópia, Gana, Quénia, Libéria, Nigéria e Tanzânia.

600 Milhões

O presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim, disse que “o compromisso financeiro era urgentemente necessário para gerar eletricidade para a população africana”.

Kim referiu que 600 milhões de pessoas não têm acesso à eletricidade apesar de o continente ter um dos maiores potenciais energérticos do mundo nos setores hidrelétrico, geotérmico, eólico e solar.

O representante citou ainda as vastas reservas de petróleo e gás natural espalhadas pela região.

Ele explicou que África utiliza apenas oito por cento do potencial hidrelétrico do continente enquanto o leste europeu usa 85% de seu potencial.

Desenvolvimento e Industrialização

Segundo Kim, isso contribuiu para o desenvolvimento económico e a industrialização dessa região da Europa.

O Banco Mundial vai participar da Iniciativa de Energia para África, promovida pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.

O presidente do Banco disse que a instituição e o governo americano estão a trabalhar agora nos detalhes das tarefas que podem ajudar a alcançar a geração de 25% dos 10 mil megawatts de nova energia para a região subsaariana.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud