Agências humanitárias pedem US$ 369 milhões para Gaza
BR

1 agosto 2014

Objetivo do apelo feito pela ONU é fornecer serviços de saúde, água, comida e apoio psicológico para 1,8 milhão de palestinos que vivem na região; coordenador humanitário pede passagem e acesso seguros.

Edgard Júnior, da Radio ONU em Nova York.

As agências humanitárias da ONU e internacionais fizeram um apelo de US$ 369 milhões, o equivalente a R$ 885 milhões, para ajudar os palestinos na Faixa de Gaza.

O objetivo é fornecer água, comida, serviços de saúde e apoio psicológico para 1,8 milhão de palestinos que vivem na região.

Mobilização

O coordenador especial humanitário das Nações Unidas, James Rawley, afirmou ser necessária uma grande mobilização de recursos para atender às necessidades mais urgentes, principalmente das pessoas deslocadas.

Segundo a ONU, o número de deslocados na Faixa de Gaza chegou a 440 mil, sendo que mais de 240 mil buscaram abrigo em escolas e instalações das Nações Unidas e da agência de Assistência aos Refugiados Palestinos, Unrwa, na região.

Segurança

Rawley disse que as agências humanitárias devem receber passagem e acesso seguros para trabalhar. Ele explicou que as hostilidades contínuas em Gaza, incluindo combates e bombardeios em áreas de grande população, limitaram as operações de ajuda.

Por causa disso, o coordenador especial da ONU apontou limitações nos trabalhos de médicos para salvar vidas, dos funcionários para entregar assistência humanitária e dos técnicos para consertar a infraestrutura destruída.

O apelo para a crise em Gaza foi feito em conjunto com representantes palestinos para garantir ajuda a toda a população.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud