Bombardeio de Israel atinge escola da ONU em Gaza, que abriga 1,5 mil
BR

24 julho 2014

Informação foi divulgada pela Agência da ONU de Assistência aos Refugiados Palestinos, Unrwa; ataque ocorreu na manhã desta quinta-feira e deixou cinco feridos.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

As Nações Unidas informaram que uma de suas escolas em Gaza foi alvejada por um bombardeio de Israel nesta quinta-feira.

O porta-voz da Agência de Assistência aos Refugiados Palestinos, Unrwa, disse que cinco pessoas ficaram feridas no ataque, ocorrido por volta de 8 da manhã, horário de Gaza.

Chris Gunness informou que esta é a terceira vez que uma instalação da Unrwa é bombardeada. A agência condenou o incidente de forma veemente.

Combates

A escola de meninas Deir Al Balah, que fica no centro de Gaza, está abrigando cerca de 1,5 mil pessoas que fogem dos combates entre Israel e o movimento islâmico Hamas além de outros grupos armados na região.

Na segunda-feira, a Escola Preparatória de Meninas Maghazi foi atingida por ataques aéreos. A operação deixou uma criança ferida. Mais tarde, quando especialistas da Unrwa voltaram ao local para avaliar a situação, um novo bombardeio atingiu a mesma escola.

A agência da ONU informou que o Exército de Israel havia garantido que o pessoal das Nações Unidas poderia se movimentar num veículo claramente identificado, e de forma segura. Mas o segundo bombardeio ocorreu mesmo assim.

Professores

Ainda em sua conta no Twitter, o porta-voz da Unrwa, Chris Gunness, informou que pelo menos três professores das escolas da agência teriam sido mortos em outras operações militares contra Gaza. Um deles, perdeu a vida a caminho de casa em um dos bombardeios.

A Unrwa voltou a pedir a todos os lados do conflito que respeitem as leis humanitárias internacionais e os civis, e que evitem ações que coloquem em risco a vida dos trabalhadores humanitários.

Ao todo, 118 mil palestinos buscaram refúgio em instalações da ONU na Faixa de Gaza. Quase 80 locais como escolas, clínicas médicas e depósitos de alimentos abriram suas portas para abrigar os palestinos.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud