Chefe do ECA fala de candidatura angolana ao Conselho de Segurança

Chefe do ECA fala de candidatura angolana ao Conselho de Segurança

Carlos Lopes disse que país granjeia respeito entre os africanos; em Luanda, secretário executivo destacou a importância da proposta angolana para a lusofonia.

Matilde Rosa, de Luanda para a Rádio ONU.*

O secretário executivo da Comissão Económica das Nações Unidas para África, ECA, disse que a União Africana mostra respeito e confiança ao escolher Angola como candidato a membro não-permanente do Conselho de Segurança da ONU.

Carlos Lopes afirmou, em Luanda, que o país saberá representar a África no palco das nações. A candidatura angolana ao órgão é para biénio 2015/2016.

Lusofonia

“Mostra uma grande confiança do continente africano em relação ao papel que Angola pode ter em defender os interesses africanos. Quando um país vai para o Conselho de Segurança vai representar o continente. Acho que essa afirmação de Angola na cena internacional, nomeadamente o respeito granjeado junto dos pares s pares africanos é extremamente importante para todos e particularmente importante para a lusofonia”, disse.

O secretário executivo da comissão económica das Nações Unidas para África, adiantou também que a gestão macroeconómica de muitas nações africanas chega a ser melhor que muitos países desenvolvidos.

*Com reportagem da Rádio Nacional de Angola.