Exclusiva: expectativas de Miguel Trovoada em Bissau

17 julho 2014

O novo representante do secretário-geral da ONU na Guiné-Bissau disse que vê a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, Cplp, a gerar sinergias para uma grande colaboração em prol da paz no país africano.

A entrevista à Rádio ONU, de Luanda, foi feita um dia depois da nomeação de Miguel Trovoada ao cargo, no qual terá como adjunto o brasileiro Marco Carmignani. O antigo presidente de São Tomé e Príncipe sucede ao timorense José Ramos Horta.

Trovoada disse que a Cplp tem muitos fatores em comum, incluindo o passado histórico e a proximidade de entendimento, que vão ajudar aos guineenses a ultrapassar os seus problemas.

Miguel Trovoada conta com a boa vontade dos cidadãos do país para a paz e a estabilidade com vista ao crescimento e desenvolvimento nacional. Em princípios de agosto, decorre o primeiro encontro do recém-nomeado com o chefe da ONU, Ban Ki-moon, em Nova Iorque.

Acompanhe a entrevista a Eleutério Guevane.

Tempo total: 07'02"