Agência da ONU elogia auditoria em eleição presidencial do Afeganistão
BR

17 julho 2014

Acompanhamento começa nesta quinta-feira e segue acordo entre os dois candidatos à presidência; processo será conduzido pela Comissão Eleitoral Independente com supervisão internacional liderada pelas Nações Unidas.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.*

A Missão de Assistência das Nações Unidas no Afeganistão, Unama, elogiou o início, nesta quinta-feira, da auditoria do resultado do segundo turno da eleições presidenciais do país.

O acompanhamento segue um acordo entre os dois candidatos à presidência, Abdullah Abdullah e Ashraf Ghani. Ambos se comprometeram a participar do processo e cumprir com o resultado da auditoria. O entendimento foi mediado pelo secretário de Estado dos Estados Unidos, John Kerry.

Supervisão Internacional

A auditoria está sendo conduzida pela Comissão Eleitoral Independente do Afeganistão, com supervisão internacional liderada pelas Nações Unidas. Participam ainda do processo observadores do Afeganistão e internacionais, representantes dos candidatos, mídia e conselheiros da ONU.

Esforços

A Unama elogiou os esforços da comunidade internacional em enviar o número necessário de observadores para acompanhar o processo.

Ainda segundo a Missão da ONU, esta auditoria “minuciosa” ajuda a “fortalecer a credibilidade do processo eleitoral do país” e a “aceitação do resultado do segundo turno por parte das duas candidaturas e de todos os afegãos” com objetivo de “ajudar o Afeganistão em seu caminho para um futuro estável, próspero e pacífico”.

*Apresentação: Leda Letra.