ONU condena ataques a Israel, mortes de palestinos e pede calma na região
BR

8 julho 2014

Nota do secretário-geral diz que é fundamental que a paz seja restaurada e que todos os lados exerçam moderação máxima para evitar escala da crise. 

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral das Nações Unidas condenou a série de ataques com foguetes a Israel que estão sendo lançados de Gaza.

A nota foi emitida pelo porta-voz de Ban Ki-moon, nesta terça-feira, em Nova York.

Operações Militares

Stephane Dujarric disse que o secretário-geral está “extremamente preocupado com a escalada perigosa da violência, que já resultou na morte de vários palestinos e deixou feridos como resultado das operações militares de Israel em Gaza".

Segundo agências de notícias, pelo menos seis pessoas morreram num bombardeio aéreo a uma casa em Khan Younis, e outras quatro pessoas teriam sido mortas quando um carro foi alvejado na Cidade de Gaza.

Israel informou que mais de 130 foguetes teriam sido lançados de Gaza desde a noite de segunda-feira.

Carta

Ban disse que os ataques a áreas civis têm de acabar imediatamente.

Ainda nesta terça-feira, o porta-voz de Ban Ki-moon confirmou que o presidente palestino, Mahmoud Abbas, enviou uma carta para as Nações Unidas pedindo uma investigação sobre a morte de palestinos e a violência na região.

Stephane Dujarric lembrou que as autoridades da região já estão conduzindo uma investigação sobre o caso.

Ban Ki-moon pediu ainda que todos os lados exerçam moderação máxima para evitar mais mortes e ferimentos de civis e uma desestabilização da situação. Segundo ele, é fundamental que a calma seja restabelecida.