Ban deplora ataques de “ocorrência quase diária” na Nigéria

30 junho 2014

Agências de notícias falam da recolha de pelo menos 45 corpos depois do ataque a quatro aldeias do nordeste; secretário-geral lembra que ações ocorreram perto de Chibok onde foram raptadas centenas de estudantes.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O secretário-geral das Nações Unidas lamentou esta segunda-feira a violência que considerou ser de “ocorrência quase diária” na Nigéria.

Em nota, Ban Ki-moon reiterou a disponibilidade da organização para apoiar o país africano a responder ao desafio de “forma consistente com as obrigações internacionais de direitos humanos” do país.

Aldeias Atacadas

O chefe da ONU condenou com veemência a continuidade de ataques que chamou de “horríveis”, levados a cabo pelo grupo rebelde Boko Haram.

Agências de notícias informaram que quatro aldeias e uma igreja próximas da área de Chibok, a nordeste, foram atacadas durante este fim de semana.

Testemunhas locais são citadas a apontar para a recuperação de pelo menos 45 corpos que resultaram de apenas um dos ataques.

Estado de Emergência

Estima-se que outras centenas teriam perdido a vida durante os últimos meses na região onde está em vigor o estado de emergência há mais de um ano.

Ban lembra que os acontecimentos ocorreram perto da área onde o Boko Haram sequestrou mais de 200 estudantes. O secretário-geral transmitiu a sua solidariedade e condolências às vítimas e ao povo da Nigéria.