Secretário-geral "chocado" com sequestro de diplomatas turcos no Iraque

12 junho 2014

O secretário-geral da ONU afirmou estar "chocado" com o sequestro, no Iraque, de diplomatas da Turquia. Segundo agências de notícias, o consulado turco na cidade de Mossul foi tomado por rebeldes jihadistas e pelo menos 50 funcionários estão sob o poder dos militantes.

Para Ban Ki-moon, o sequestro é "totalmente inaceitável" e "nenhum ato de terrorismo contra diplomatas e civis pode ser justificado sob qualquer circunstância".

Ban fez a declaração durante um debate na Assembleia Geral da ONU sobre terrorismo. Segundo ele, qualquer estratégia de combate deve levar em consideração que as vítimas precisam de apoio.

Mais informações com Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York, para o Jornal Globo News.