Conselho de Segurança realiza reunião de emergência sobre Iraque BR

Iraquianos fogem da violência em Mossul rumo ao Curdistão. Foto: Acnur/I. Colijn

Conselho de Segurança realiza reunião de emergência sobre Iraque

Estados-membros vão discutir o aumento da violência no país árabe; Unicef afirmou que crianças correm risco em Mossul; na segunda maior cidade iraquiana, mais de 500 mil pessoas fugiram depois que grupos armados tomaram controle da região.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O Conselho de Segurança está reunido em sessão de emergência a portas fechadas, esta quinta-feira, para discutir o aumento da violência no Iraque.

Em Mossul, a segunda maior cidade do país, mais de 500 mil pessoas foram obrigadas a fugir depois que grupos armados tomaram controle da região.

Bagdá

Segundo as agências de notícias, a ação é comandada pelo Estado Islâmico do Iraque e o Levante, braço da rede Al-Qaeda. O objetivo é avançar em direção a capital, Bagdá.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, afirmou que milhares de crianças correm risco na região. Elas buscaram abrigo em escolas, hospitais e mesquitas nos arredores de Mossul.

Muitos não têm acesso à água, saneamento básico ou abrigo para se protegerem do forte calor.

O representante do Unicef no Iraque, Marzio Babille, disse que a situação piora a cada momento.

A agência da ONU está trabalhando com parceiros para atender às necessidades das famílias deslocadas por causa da violência.