Ministro de Uganda eleito novo presidente da Assembleia Geral
BR

11 junho 2014

Sam Kutesa irá presidir a 69ª sessão do órgão a partir de setembro; ao aceitar a nomeação, o diplomata anuncia que irá promover a agenda global para o desenvolvimento sustentável.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O ministro das Relações Exteriores de Uganda foi eleito esta quarta-feira como novo presidente da Assembleia Geral. Sam Kutesa irá coordenar os trabalhos da 69ª sessão do órgão, que começa em setembro.

Ao aceitar a nomeação, o diplomata afirmou estar honrado e grato pela confiança depositada nele. Os 193 países-membros da ONU participaram da votação.

Agenda de Trabalho

Sam Kutesa definiu a implementação da agenda pós-2015 como tema da próxima sessão da Assembleia Geral, voltada para o desenvolvimento sustentável.

Entre as prioridades dele como presidente do órgão, estarão debates sobre mudança climática, reforma da ONU, cooperação entre as Nações Unidas e organizações regionais, consolidação da paz e igualdade de gênero.

Homossexuais

Após a eleição, Kutesa concedeu uma entrevista a jornalistas na sede da ONU, em Nova York e foi questionado sobre a posição dele em relação à igualdade para homossexuais.

O ministro ugandês afirmou que não tem nenhum problema, desde que a privacidade seja respeitada. Kutesa falou ainda que existiu uma “conspiração de grupos da oposição” contra ele e destacou nunca ter sido “acusado de corrupção”, nem de ser homofóbico.

O governo de Uganda promulgou este ano uma lei que considera o homossexualismo crime e prevê cadeia para gays, lésbicas e transgêneros.

O novo presidente da Assembleia Geral disse ainda estar motivado para liderar a próxima sessão do órgão e trabalhar no desenvolvimento da nova agenda de erradicação da pobreza e do crescimento inclusivo.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud